PUBLICIDADE
SUSPEITO PRESO

Jovem que estava a passeio em Mato Grosso é morta com tiro na nuca

No final da tarde de domingo, Jackson se entregou para a polícia acompanhado de dois advogados e manteve o silencio

Jefferson Oliveira

Acesse o Blog

11/11/2019 11h27 | Atualizada em 11/11/2019 11h41

Jovem que estava a passeio em Mato Grosso é morta com tiro na nuca

Reprodução

Uma jovem de 28 anos, engenheira agrônoma que morava na cidade de Cornélio Procópio (PR) e que veio a cidade de Sorriso (420 km de Cuiabá), para passar uns dias com o namorado que mudou recentemente para a cidade conhecida como a capital nacional do agronegócio. Um passeio e visita que tinha tudo para ser perfeito, acabou se tornando em tragédia para a jovem que acabou sendo morta com um tiro na nuca, simplesmente por intolerância no trânsito.

Julia Barbosa de Souza, estava tendo um ótimo final de semana na companhia do namorado e amigos em Sorriso. Durante a madrugada de sábado (09), a jovem pediu que o namorado fosse com ela comprar chocolate, após terem um jantar romântico na casa de amigos.

Feliz em estar com a amada, o casal se dirigiu até uma conveniência situada na avenida Natalino João Brescansin, porém, aqueles minutos após a saída do estabelecimento seriam os últimos momentos de felicidades e troca de olhares apaixonados do jovem casal.

Quando trafegava pela avenida, o casal passou a ter problemas com um motorista que estava logo atrás. Esse motorista, foi identificado como Jackson Furlan, 29, que se intitula produtor rural em Sorriso.

Jackson queria ultrapassar o veículo do casal que seguia pela avenida em velocidade permitida, mas, por ser uma via estreita, o local não havia ponto de ultrapassagem e Jackson começou a se irritar com o jovem casal no veículo a frente.

A todo custo, Jackson acelerava e buzinava para o casal acelerar, mas Juliana e o namorado continuaram pela avenida na velocidade permitida. Respeitar as leis de trânsito, foi o estopim para o produtor rural que mostrou toda sua raiva e fúria contra o casal.

Quando o casal passava pela Avenida Brasil, foi surpreendido por Jackson que sacou uma arma e atirou contra o veículo de Julia e o namorado. O tiro certeiro atravessou o vidro e atingiu a nuca da engenheira agrônoma.

Após exalar seu ódio e intolerância, Jackson fugiu. O namorado de Julia chegou a levar a jovem até um hospital particular, mas Julia morreu.  Após o bárbaro crime que chocou a cidade, a Polícia Civil iniciou os trabalhos investigativos para localizar o assassino.

O delegado André Ribeiro, disse que o crime é repugnante tanto para a Polícia Civil, quanto para a sociedade de Sorriso que não aceitou a forma como Julia foi morta, sem motivos, sem discussão, apenas por conta de um assassino que tinha pressa para rodar as avenidas da cidade.

No final da tarde de domingo, Jackson se entregou para a polícia acompanhado de dois advogados e manteve o silencio durante sua oitiva ao delegado André. Após preferir o silêncio, o assassino teve a prisão preventiva decretada.

O corpo de Julia foi encaminhado ao Paraná onde sua família mora e aguarda a chegada da engenheira que foi covardemente assassinada. A jovem será velada na cidade Bela Vista do Paraíso (PR), onde nasceu e têm familiares e amigos e onde também o pai dela está enterrado.

 

 

Comente, sua opinião é Importante!