PUBLICIDADE
ECONOMIA

TJ pretende mudar horário de funcionamento e poupar R$ 2 mi em energia

De acordo com ofício distribuído a todos os magistrados do Estado, o novo horário pretendido de funcionamento será entre 7h30 as 14h30

Felipe Leonel

Acesse o Blog

15/10/2019 15h50 | Atualizada em 16/10/2019 08h54

TJ pretende mudar horário de funcionamento e poupar R$ 2 mi em energia

Gilberto Leite | OEMT

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, pretende estabelecer um novo horário de funcionamento da Justiça em Mato Grosso.

De acordo com ofício distribuído a todos os magistrados do Estado, o novo horário 'pretendido' de funcionamento será entre 7h30 as 14h30.

Segundo o presidente, o novo horário espelha a realidade do Estado que passa por momentos de dificuldades orçamentárias. O objetivo é colocar os funcionários para trabalhar no horário matutino, quando a temperatura é mais amena e economizar com energia elétrica.

"Tal medida, além de tudo, propiciará a este Poder Judiciário Estadual a economia, somente naquilo que se refere aos gastos com energia elétrica, da ordem de R$ 2.154.363,86 ao ano", afirma o documento ao qual O Estado de Mato Grosso teve acesso.

Segundo a assessoria de imprensa do órgão, ainda não foi efetuada a mudança no horário e que o processo está em fase de consulta aos magistrados. 

Comente, sua opinião é Importante!