PROFISSÃO

Secretária: das anotações diárias à assessoria

Com o passar dos anos, o cargo tem se tornado mais importante no mercado de trabalho, desde as pequenas empresas até as multinacionais 

Valquiria Castil

Acesse o Blog

13/08/2019 10h19 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00 2 comentarios

Secretária: das anotações diárias à assessoria

Gilberto Leite

Estar sorridente, ser cordial, atender telefones e anotar os recados são coisas que ainda fazem parte da rotina da secretária, assim como descreve a composição musical de José Teixeira, interpretada por Amado Batista, em um álbum lançado no início dos anos 2000. 

Com o passar dos anos, o cargo tem se tornado cada vez mais importante no mercado de trabalho, desde as pequenas empresas até as multinacionais. E com isso a profissão, que é regulamentada desde 1985, no Brasil, ganhou até divisões na sua formação com o secretariado executivo, podendo ser técnico ou bacharelado.

A profissão, que consistia em trabalhos mais operacionais na recepção e organização de documentos e agendas, atualmente, exige um perfil mais gestor e ativo nas organizações, com habilidades de negociador, facilitador, proativo e comunicador. A secretária executiva Tatiane de Oliveira, 37 anos, afirma que na área “só fica desempregado quem quer”.

“A grande sacada do profissional é passar pela experiência de trabalhar em pequenas empresas, porque você faz de tudo e, nessa etapa, você aprende da visão micro para a macro. Ele pode trabalhar em diversas áreas, ramos e empresas. Desde uma lojinha da esquina até uma multinacional”, explica a secretária que dá aula do mesmo curso no Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT). 

Com 10 anos de experiência, Tatiane aponta que, em Mato Grosso, a profissão não é tão valorizada quanto em outras regiões do país em que trabalhou, mas que o profissional pode mudar esse cenário educando o seu chefe. “Os empresários desconhecem a importância do secretário executivo dentro da organização. Tem que partir do profissional o marketing da profissão e, com isso, os salários não são tão chamativos”, frisa. 

O salário inicial vai desde R$ 1,5 mil e pode ultrapassar R$ 20 mil em grandes empresas e multinacionais. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), é a terceira profissão que mais cresce no mundo e exige também ao menos dois ou três idiomas.

A secretária explica que, dentro da função, é muito comum que se confundam os trabalhos da empresa com tarefas pessoais. “Há quem contrate os secretários para fins particulares e para a empresa, isso seria o correto. Mas, às vezes, por medo de perder o emprego, o profissional aceita, mas ele também pode educar o chefe. Mas acaba que se misturam e isso pode ser negociado, desde que seja benéfico para ambas as partes”, sugere. 

Dentro disso, surgem questões como o acúmulo de funções e assédio. Tatiane avalia que são casos passíveis de ocorrer em todas as profissões. “Há situações de humilhação, pressão para que se façam mais coisas relacionadas ao trabalho, ou seja, assédio moral. Porém, o assédio sexual é mais mito. Depende do profissionalismo de ambos os profissionais, pode acontecer. Mas é preciso que esse estereótipo seja quebrado”, completa.  

O tempo necessário para a formação é de três anos e as mensalidades do curso giram em torno de R$ 300 em faculdades particulares. O perfil da profissão idealizada como uma mulher jovem é estereotipado de forma equivocada, segundo a secretária. “Logo que me formei, recebi algumas negativas por falta de experiência. Para os gestores, ser mais velho significa ter jogo de cintura, ter mais conhecimento e experiência mesmo para trabalhar na empresa”, explica. 

Outra questão que também desmistifica é o homem como secretário. “Houve uma mudança do perfil, não é só mulheres. Também há muitos homens que trabalham como secretários executivos e há que se trabalhar essa desconstrução de gênero na profissão, pois é um cargo para todos”, completa. 

2 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Show parabéns! ??

  2. Ótima reportagem. Parabens

Comente, sua opinião é Importante!