NA ALEMANHA

Lei dificulta que gays doem sangue mesmo com baixa durante a pandemia

‘É um tratamento injusto e estigmatiza as pessoas’, reclama alemão impedido de doar.

26/06/2020 09h20 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Lei dificulta que gays doem sangue mesmo com baixa durante a pandemia

Reprodução

Embora precise muito de doadores de sangue, especialmente agora, que a pandemia de Covid-19 diminuiu o número de voluntários, a Alemanha mantém um impedimento que afasta muitos interessados em ajudar.

É o caso de Kay-Alexander Zepp, que quer doar sangue, mas não pode. Por lei, um homem não heterossexual só pode doar sangue no país caso se abstenha de sexo pelo período de um ano.

“Eu acho isso um absurdo. É um tratamento injusto e estigmatiza as pessoas. Ele supõe que homens gays e trans sejam infectados mais facilmente do que outros”, lamenta Zepp.

“Desejo que a Alemanha cumpra sua internacional de país tolerante e faça mais pela igualdade social. Acima de tudo, com proteção legal e igualdade de tratamento”, acrescenta.
Sven Lehman, deputado pelo Partido Verde, é mais um dos críticos da regra, que atribui a uma política discriminatória.

“Essa regra de um ano é totalmente arbitrária. Em geral, o HIV leva seis semanas para aparecer nos exames de sangue. Portanto a regra de um ano é completamente arbitrária e baseada numa desconfiança contra homens gays e bissexuais. E isso é algo que simplesmente não podemos permitir na sociedade moderna”, afirma.

A situação, inclusive, já foi até pior. A doação de sangue por homens gays e bissexuais só passou a ser aceita na Alemanha a partir de 2017.

No Brasil
No dia 8 de maio deste ano, o Supremo Tribunal Federal decidiu derrubar restrições à doação de sangue por homens gays no Brasil. A maioria dos ministros decidiu que normas do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que limitam a doação de sangue por homens gays são inconstitucionais.

Até então, bancos de sangue também tinham como regra rejeitar a doação de homossexuais que tivessem feito sexo com outros homens nos 12 meses anteriores à coleta.

FONTE: G1

Comente, sua opinião é Importante!