NO PANTANAL

Ministro do Meio Ambiente sobrevoa incêndios

Queimadas atingem o Pantanal há um mês.

18/08/2020 14h01 | Atualizada em 18/08/2020 14h36

Ministro do Meio Ambiente sobrevoa incêndios

Reprodução

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, fez um sobrevoo nesta terça-feira (18) nas áreas atingidas por incêndios na região do Pantanal mato-grossense, em Poconé. Ele estava acompanhado do governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM).

A equipe saiu do Aeroporto Marechal Rondon em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, durante a manhã.

O incêndio que atinge o Pantanal começou há um mês.

Militares do Corpo de Bombeiros, Exército, Marinha e da Força Aérea Nacional (FAB) fazem uma operação para tentar combater os incêndios. Aviões e helicópteros são usados para lançar água. A região tem áreas alagadas de difícil acesso.

Mato Grosso tem o maior número de focos de calor do país. São quase 28.500 registros.

Os incêndios ativos de grandes proporções na região do Pantanal mato-grossense já atingiram três áreas de reservas indígenas, e queimou mais de 200 mil hectares de área de vegetação.

Para combater os crimes ambientais, a Operação Integrada Transpantaneira 1 foi iniciada nesta segunda-feira (17) contra incêndios florestais e queimadas irregulares no Pantanal mato-grossense.

O Sistema Penitenciário também está colaborando no combate às queimadas urbanas em Poconé, após o treinamento de 10 presos como brigadistas para atuar no combate ao fogo na área urbana da cidade.

Os presos são todos voluntários e beneficiados com a remição da pena, a cada três dias trabalhados, é um dia a menos na pena.

Segundo a Sesp-MT, eles são acompanhados pelos policiais penais e selecionados pela direção e por uma equipe psicossocial, conforme o perfil. Durante a ação, os detentos usam tornozeleira eletrônica.
 

FONTE: G1

Comente, sua opinião é Importante!